sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Cortázar para crianças




Discurso do urso
Julio Cortázar
Emilio Urberuaga
Tradução: Elisabete Ramos

«No Verão, à noite, nado no depósito picotado de estrelas. Lavo a cara com uma mão, depois com a outra, depois com as duas juntas, e isso dá-me uma enorme alegria.»

Um urso que habita as tubagens de um edifício vai descobrindo a estranha e solitária vida dos seres humanos. Trata-se de uma estória espantosa, fiel expoente da literatura de Julio Cortázar, que incluiu este conto no seu livro Historias de cronopios y de famas, considerado pelo autor argentino Alberto Cousté “uma espécie de ética, disfarçada pelo humor e protegida da solenidade pela ternura”.

Cortázar reúne nesta obra uma sucessão de situações descabidas, retalhos do seu humor surrealista que deitam por terra o racionalismo trivial e mecanizado, com que expressa a sua rebeldia contra os objectos e pessoas que constituem a nossa vida quotidiana e a nossa maneira mecânica de nos relacionarmos com ela.

A palavra “cronópio” surgiu pela primeira vez em 1952, por ocasião da crónica sobre um concerto a que Cortázar assistiu em Paris em homenagem a Igor Stranvinsky. Enquanto o público saía no entreacto, o escritor permaneceu no teatro, onde sentiu a sensação de que “havia no ar personagens inexplicáveis, uma espécie de balões verdes, muito cómicos, muito divertidos e muito amigos, que andavam por aí a circular”.
Deu-lhes esse nome e disse acerca dos cronópios que “são um pouco a conduta do poeta, do associal, do homem que vive um pouco à margem das coisas”, por contraposição ao conceito de “famas”, que atribuiu a “grandes gerentes de bancos, presidentes da República, pessoas sérias que defendem a ordem”.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

domingo, 23 de novembro de 2008

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

More Creature Comforts

Desta vez para o mercado americano primeiro:




Vejam o vídeo em The Sun, delicioso como sempre ;)

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

I want this door





Kidtropolis

Reciclar e Poupar

Vive la France II: Capucine




Não a modelo e actriz dos anos 60, mas sim uma adorável menina francesa a quem os Americanos já chamam Amélie Jr.

Encontrado pelo Papá na Jezebel, de que saliento um dos comentários:

«Note to self: reproduce with a francophone. Have adorable babies.»

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Feira de Bebés e Crianças



Pois é, se fosse o Papá a postar isto, diria já Vende-se Bebés e Crianças, pela módica quantia de 5 euros à cabeça - preço da entrada no Parque Tejo, onde se realiza o evento, na tenda do circo Cardinali:

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Vive la France I: Minuscule




Sítio oficial, delicioso, maravilhoso, fabuloso: Minuscule.tv

sábado, 1 de novembro de 2008

Postalinho da Finlândia




Kiitos, Peikko ;)

Postalinho dos Tios de Férias na Austrália ;)


Tios esses que vivem na Nova Zelândia. Ai, gente exótica... :-Þ